27 de abril de 2013

O Terceiro Segredo revela o Grande Castigo

pelo Padre Paul Kramer, B.Ph., S.T.B., M.Div., S.T.L. (Cand.)

O falecido Padre Malachi Martin disse, na sua última entrevista no Art Bell Show (1998), que havia qualquer coisa chocante e horrível no Terceiro Segredo de Fátima. Não é a aniquilação de nações, uma guerra nuclear ou perseguição sangrenta à Igreja. É algo de muito pior. O Papa Pio XII referiu-se a isto quando declarou em 1945: "O mundo está à beira de um precipício assustador... Os homens devem preparar-se para um sofrimento tal como a humanidade nunca viu". O Terceiro Segredo é apocalíptico e portanto corresponde aos textos escatológicos da Sagrada Escritura. Foi isto que o Cardeal Ratzinger indicou, quando revelou que o Segredo diz respeito aos ‘novissimi’ – as ‘últimas coisas’, e corresponde ao que está revelado na Sagrada Escritura.

 
       Quando fizeram perguntas na Alemanha ao Papa João Paulo II sobre o Terceiro Segredo, ele disse que "devemos estar preparados para passar por grandes provações num futuro não muito distante, provações essas que exigirão que estejamos prontos a dar as nossas vidas..."1 Quando o Papa João Paulo II ainda era o Cardeal Wojtyla, tratou deste tema durante uma visita aos Estados Unidos em 1976:
        "Estamos agora deparados com a maior confrontação histórica por que passou a humanidade. Não creio que grande parte da sociedade americana, ou grande parte da comunidade cristã, esteja a compreender bem isto. Estamos agora a ver a confrontação final entre a Igreja e a anti-Igreja, entre o Evangelho e o anti-Evangelho.2 É uma provação que a Igreja deve enfrentar".
        Este é o núcleo do Terceiro Segredo de Fátima.
       Toda a fúria do inferno desencadear-se-á sobre a terra para tentar destronar Cristo Rei e instalar satanás no Seu lugar – será a culminação do ‘mistério da iniquidade’ representada na imagem da Torre de Babel – o apocalíptico ‘mistério da Babilónia’: a falsa ‘igreja’, a ‘igreja da heresia’ e o seu ‘papa’. As antigas perseguições dos romanos são insignificantes em comparação com os horrores que acontecerão nesta grande ‘tribulação’ que Nosso Senhor profetizou nos Santos Evangelhos e Pio XII predisse que estava muito perto. Este é o coração, o núcleo do Terceiro Segredo.
        Parece que a consagração da Rússia não será feita a tempo de impedir a tribulação do Grande Castigo, que foi prevista universalmente nas profecias dos santos desde os tempos dos antigos Padres. Todavia, será feita a tempo de impedir a consumação do ‘mistério da iniquidade’. Nosso Senhor Jesus Cristo anunciou que o príncipe deste mundo foi derrubado do seu trono, que, portanto, nunca mais poderá restaurar. O reino de satanás será destruído antes de se estabelecer por completo, e assim a Torre de Babel nunca será completada.
        Com base nas conclusões a que cheguei depois de estudar a profecia católica desde 1970, creio que a Grande Apostasia, profetizada nas Escrituras e no Terceiro Segredo de Fátima, será formalizada sob o poder do antipapa que S. Francisco de Assis anunciou, durante o pontificado do sucessor imediato do Papa João Paulo II, que terá que fugir de Roma e não estará numa situação que lhe permita fazer a consagração. Será o Papa que lhe suceder, segundo a minha opinião (e de acordo com a profecia do estigmatizado romano Antonio Ruffini), o segundo Papa depois de João Paulo II, quem finalmente consagrará a Rússia ao Imaculado Coração de Maria, juntamente com todos os bispos do mundo. A Rússia converter-se-á. O Seu Coração Imaculado triunfará. Uma grande multidão de tradicionalistas russos entrará na Igreja Católica. A Rússia converter-se-á e a Igreja voltará às Suas tradições. Haverá paz. Mas isto sucederá depois do castigo.
        Pouco antes da Primavera de 1991, quando visitei Fátima, Nossa Senhora revelou à Irmã Lúcia (segundo uma fonte de muita confiança em Fátima) que o Terceiro Segredo seria revelado durante uma grande guerra. O Terceiro Segredo ainda não foi completamente revelado, como até o próprio Cardeal Ratzinger admitiu numa conversa particular com uma pessoa de língua alemã, amigo pessoal de longa data do Papa João Paulo II (e que eu conheço pessoalmente), que o confrontou com a alegada publicação de "todo" o Terceiro Segredo. Ratzinger respondeu: "De facto, isso não era tudo". O Terceiro Segredo será revelado, mas será tarde: só depois de se ter desencadeado a próxima guerra mundial.
        A profanação de igrejas e santuários católicos por cultos pagãos e a mistura da religião verdadeira com falsas religiões é o sinal de que o castigo virá num futuro imediato. A profanação do santuário, do Local Sagrado de Deus, é um acto sacrílego e blasfemo de impiedade que, em estrita justiça, exige um castigo imediato. Por isso, Deus, para continuar a ser justo, não pode continuar a ser paciente na presenção das abominações sacrílegas que estão agora a acontecer em igrejas e santuários católicos. É precisamente para esta espécie de pecados que Deus declara: "Portanto, também os tratarei com a Minha ira; o Meu olho não os poupará, não Me compadecerei deles... nem terei compaixão alguma; sobre a sua cabeça farei recair as suas obras" (Ezequiel 8:18, 9:10).
Notas:
(1) Cf. Stimme des Glaubens de Novembro de 1980.
(2) "Notable and Quotable", Cardeal Karol Wojtyla, no Wall Street Journal de Novembro de 1978.
 
Convido o leitor a ler o seguinte trecho – na perspectiva católica – ou seja, de picar o papa Francisco para uma reforma litúrgica e pior ainda provocar uma perseguição à Igreja que tem o Evangelho Eterno.
 Igualmente, Ratzinger tinha a promoção da Liturgia como um apostolado pessoal e era conhecido pelo seu zelo impecável em tudo o que concerne ao culto divino. Bergoglio, até onde me conste, embora celebre dignamente, não parece ter preocupações especiais com a “Reforma da Reforma” e penso que não podemos ter quanto a ele grandes expectativas nessa seara. Agora há pouco, na sua primeira Missa como Papa, Francisco colocou uma mesa na Capela Sistina para celebrar versus populum. O Mons. Marini ainda está ao lado dele, mas penso que isso também é temporário; provavelmente o Cerimoniário Pontifício será substituído. Precisamos rezar. Acho pouco provável que voltemos aos piores pesadelos litúrgicos da época de João Paulo II, mas infelizmente penso que tampouco iremos nos embevecer com a sacralidade do ethos de Bento XVI. De novo, faríamos um bem enorme às nossas almas e à nossa sanidade mental se, desde já, depuséssemos as nossas expectativas de grandiosidade nas liturgias pontifícias, pela qual – ao que parece – o Papa Francisco tem pouco interesse. Esse defeito ele tem; suportemo-lo, que não é heresia nem apostasia nem cisma e, portanto, o Papa não é menos Papa por conta da ênfase que dá ou deixa de dar ao tema da Liturgia no seu pontificado. Suportemo-lo e rezemos pelo Papa.
Não esquecer que ambas as fontes são católicas romanas.

24 de abril de 2013

Incidência de catástrofes no céu e na terra devem crescer nos próximos anos


De acordo com um estudo encomendado pelo governo dos EUA aos geólogos Thomas L. Holzer e James Savage, o cenário dos próximos anos não é nada animador. No material recém-publicado, os estudiosos fizeram uma retrospectiva dos terremotos que causaram mais de 50.000 mortes, considerados catastróficos, desde o ano 1500 d.C.
A constatação é que mais do que nunca pessoas morrerão no século 21 por causa de terremotos. Os motivos são aumento o previsto da população neste século e a tendência de crescimento no número e na intensidade de sismos.
Após correlacionar estatisticamente o número de terramotos catastróficos em cada século, os pesquisadores projetam cerca de 21 grandes tremores de terra até ao fim do século XXI. Será 3 vezes mais que os ocorridos no século 20. O número de fatalidades neste século podem mais que dobrar, chegando a cerca de 3,5 milhões.
O diretor associado do Instituto de Análise de Riscos Naturais doa EUA, David Applegate diz que medidas preventivas podem ser tomadas, mas é impossível negar que as perdas serão enormes. Quatro terremotos catastróficos já ocorreram desde o início do século 21, incluindo o terremoto (e tsunami) de 2004 na Indonésia o terremoto no Haiti, em 2010. Estima-se que cada um matou mais de 200.000 pessoas.
Se os cientistas olham com desânimo para os eventos na terra, alguns teólogos acreditam que deverá crescer o número de “sinais no céu”. Em fevereiro um meteoro de 10.000 toneladas caiu sobre a Rússia, ferindo mais de mil pessoas. No mês passado um asteróide gigantesco passou perto demais da Terra. Outro incidente que recebeu ampla cobertura, por exemplo, foi um raio que atingiu a Basílica de São Pedro, poucas horas depois de o papa Bento XVI anunciar sua renúncia.
Citando passagens bíblicas sobre sinais e maravilhas nos céus, teólogos têm falado sobre o cumprimento de profecias contidas nas Escrituras. O rabino Jonathan Cahn, autor do best seller “The Harbinger” e do  DVD “O Julgamento de Isaías 09:10″ disse ao WND: “Nós sabemos que estamos nos últimos dias. Os sinais são evidentes – o retorno dos filhos de Israel para sua terra, os conflitos crescentes no Oriente Médio, o aumento do conhecimento do homem, a proliferação imoralidade e uma apostasia que parece tomar conta de todo o mundo”.
Cahn é um judeu, pastor e rabino da igreja messiânica Beth Israel e presidente do ministério Esperança Mundial de Jerusalém. Para ele, o mundo está passando por um “momento crítico de transição”. “Enquanto observamos o declínio espiritual e físico de países antes maioritariamente cristãos… há inúmeras referências a sinais e maravilhas nos céus em toda a Escritura”. Joel 2:30-31, Lucas 21:25-26, além do livro do Apocalipse são lembrados por ele.
Um dos líderes mais influentes da Igreja Ortodoxa Russa, maior grupo cristão da Rússia, o Bispo Metropolitano Feofan acredita que a queda do meteoro foi uma clara mensagem divina.  “A Bíblia Sagrada diz que Deus nos envia sinais e avisos por meio de calamidades naturais… foi um lembrete para os moradores dos Urais e do resto do mundo que todos nós vivemos em um mundo frágil e imprevisível “, disse ele em um comunicado amplamente divulgado na Rússia mês passado.
O Associated Press diz que eventos que tiveram menos repercussão ocorreram poucos dias depois em Cuba e na Califórnia, com luzes brilhantes e “bolas de fogo” sendo vistas na atmosfera que não foram explicadas pelas autoridades. A NASA confirmou através de seu site que em fevereiro “algumas rochas espaciais grandes entraram na atmosfera da Terra”. O professor de física Peter Brown, especialista em meteoros da University de Western Ontário, disse que os meteoros não são novidades, mas estranha o fato de que nem os melhores telescópios terem conseguido prever que eles se chocariam contra a Terra.
 
O pastor  batista Carl Gallups, é um autor de livros sobre profecias e apresenta um programa de rádio voltado ao ensino nas Escrituras. Ele diz que “não se pode negar que estamos vivendo em tempos bíblicos proféticos. Alguns dos sinais principais mostram o cumprimento de Daniel, capítulo 12, como aumento da tecnologia e … podemos certamente dizer que estes podem perfeitamente ser prenúncios dos últimos dias, conforme as profecias”. Com informações WND, USGs, Prophecy News.
 
Pense: "É chegado o tempo em que haverá no mundo tristeza que nenhum bálsamo humano pode curar. O Espírito de Deus está sendo retirado. Catástrofes por mar e por terra seguem-se umas às outras em rápida sucessão. Quão freqüentemente ouvimos de terremotos e furacões, de destruição pelo fogo e inundações, com grandes perdas de vidas e propriedades! Aparentemente essas calamidades são caprichosos desencadeamentos de forças da natureza, desorganizadas e desgovernadas, inteiramente fora do controle do homem; mas em todas elas pode ler-se o propósito de Deus. Elas estão entre os instrumentos pelos quais Ele busca despertar a homens e mulheres para que sintam o perigo." Profetas e Reis, pág. 277.

Papa afirma que apenas a igreja é capaz de interpretar a Bíblia

O papa Francisco afirmou em discurso aos membros do Comité da Bíblia do Vaticano, na sexta-feira, 12, que a fé cristã não deve ser baseada apenas na Bíblia.
(Foto: Reuters/Osservatore Romano)
"O Concílio lembrou com grande clareza: tudo o que está relacionado com a maneira de interpretar as Escrituras está, em última análise, sujeito ao julgamento da Igreja, que realiza o seu mandato divino e o ministério de preservar e interpretar a palavra de Deus", afirmou Francisco.
Ele ainda lembrou o seu compromisso com a tradição da Igreja, a única capaz de interpretar corretamente as escrituras, e rejeitou a “interpretação subjetiva”, ressaltando que, para realizar a correta interpretação, é necessária a presença constante do Espírito Santo, “o guia de toda a verdade”.
O papa afirmou que a tradição da igreja é de transmitir “a palavra de Deus plenamente”. Segundo ele, “a igreja tira a sua certeza a respeito de todas as coisas reveladas não só nas Sagradas Escrituras. Tanto uma como a outra devem ser aceitas e veneradas com sentimentos semelhantes de piedade e respeito", disse.
Assim, "a interpretação das escrituras não pode ser apenas um esforço intelectual individual, mas deve ser sempre confrontado, inserido e autenticado pela tradição viva da Igreja", argumentou.
Francisco disse ainda que o centro da fé não é só o livro, e sim “uma história de salvação e, sobretudo, de uma pessoa, Jesus Cristo, a palavra de Deus que se fez carne”.
“Como sabemos, as Sagradas Escrituras são o testemunho escrito da palavra divina, o memorial canónico que atesta o acontecimento da revelação”, afirmou o pontífice.
Nota pessoal: o papa Francisco que me desculpe, mas a nome de quem está ele a falar? Será das mortes na fogueira, as perseguições e as torturas praticadas em nome da defesa da fé transformaram a Inquisição num dos mais negros períodos históricos.
Será em nome de um dos mais negros períodos históricos, assinalado nos manuais com milhares de vítimas - na maior parte dos casos, mortas na fogueira - em nome da defesa da fé e da Igreja.
 
Será em nome de Lutero graças a quem o povo pode ler as Sagradas escrituras. Não só na Alemanha mas decorrendo daí em todo o mundo.
Nós sabemos a ordem religiosa que tomou em nome próprio tal chacina e sabemos a que ordem o papa Francisco pertence.
Não nos admira que ele esteja a preparar a onda do final dos tempos. Faça-o! Isso está claramente expresso nas Sagradas Escrituras. Porventura conhece o papa Francisco este texto?:
"Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo."
Colossenses 2:8.
Deve conhecer mas para ele o que conta é a TRADIÇÃO! Tenha o Senhor Deus misericórdia e que este homem traga a novidade de dar valor à Bíblia e apele aos crentes a ler:
"De sorte que aé pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus."

Romanos 10:17.
José Carlos Costa

22 de abril de 2013

O FIM DO MUNDO SE APROXIMA

Pela cronologia de Ussher, o mundo deveria ter acabado dia 23 de outubro de 1996. Isto não é uma piada. Há milhares de pessoas, inclusive em nosso meio, que crêem que o mundo foi criado no dia 23 de outubro de 4004 a.C., às 17 horas, horário de Greenwich, e que sua duração deveria ser de 6.000 anos, terminando em 23 de outubro de 1996. Após esses 6 dias de mil anos, o sétimo seria um milénio de descanso.
Os cálculos do arcebispo irlandês (que viveu entre 1581 e 1656) falharam porque o fim do mundo ou, no caso, a volta de Jesus, não se resume a uma questão de matemática. É verdade que assim "como as estrelas no vasto circuito de sua indicada órbita, os desígnios de Deus não conhecem adiantamento ou tardança".- O Desejado de Todas as Nações, pág. 32. Também não há dúvida de que Daniel 9:24 a 27 indicou o tempo exato da primeira vinda de Jesus. Mas a respeito de Sua segunda vinda afirmou Jesus que "o dia e a hora ninguém sabe" (Mateus 24:36).
Se a cronologia não serve para definir quão perto estamos da volta de Cristo, talvez a geografia ajude; é o que pensam os que tomam Mateus 24:14 ao pé da letra e ficam somando quantos países possuem presença adventista e quantos são os ainda não penetrados. Ao contrário do grupo anterior, marcado por certo determinismo, os que exageram no argumento demográfico colocam muito peso na capacidade da Igreja para antecipar ou retardar a volta de Jesus.
Há ainda os que relacionam o fim com um certo argumento sociológico, ou seja, Cristo está na dependência da união das igrejas, da alteração na constituição americana ou de outros fatos políticos.
Em todos os casos, parece muito mais uma ânsia por adivinhar, prever, visualizar os "últimos dias". Ora, os últimos dias começaram tecnicamente com a primeira vinda de Cristo e incluem toda a era cristã! Na ocasião em que os discípulos insistiram no "quando", querendo um sinal (Mat. 24 e 25), Jesus lhes deu vários indícios, só que nenhum específico; além disso, misturou os que se referiam à destruição de Jerusalém com os de Sua segunda vinda, e ainda chamou isso de "princípio das dores", não de fim. A única vez, em que todo o capítulo 24 de Mateus, que Jesus utilizou a palavra "sinal" foi no verso 30, para Se referir ao próprio fato de Sua volta, e não a uma antecipação. Portanto, para Cristo, o verdadeiro sinal não é um lembrete ou convite para o evento, mas a abertura do próprio evento.
Também é importante notar que o quinto e último dos grandes sermões de Cristo, a respeito da Sua segunda vinda e o juízo, incluiu os capítulos 24 e 25 de Mateus. Então, não se deve tirar conclusões do capítulo 24 sem considerar o 25. E, se o 24 propositadamente não deixa claro o "quando", o 25 não deixa dúvidas a respeito do "como" aguardar a volta de Jesus. VIGIAI, essa foi a grande e única resposta de Cristo, que sintetiza o "quando" e o "como".
Porventura, Mateus 24 diminui de importância por não apresentar sinais inequívocos, os marcos escatológicos no desenrolar do tempo profético? De forma alguma. Quando Cristo misturou os dois eventos futuros, para os discípulos ou para os que viveram na ocasião da destruição de Jerusalém foi um consolo ouvir que "logo em seguida à tribulação daqueles dias...aparecerá o sinal do Filho do homem...e verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens"( 29 e 30).
O Comentário Bíblico SDABC afirma: "A expectativa constante da vinda do Senhor é a atitude mental que Cristo ordenou em Suas advertências. ...Essa expectativa tem sido condicionada, desde o princípio, ao conselho de o dia e a hora ninguém sabe". E o Comentário conclui: "É indispensável que cada crente experimente sentimento contínuo e vital da brevidade do tempo e da iminência do retorno de Cristo." SDABC,vol.6,pág.625, edição em espanhol.
Essa mistura de incentivos e advertências, que alimenta a esperança e a expectativa, ao mesmo tempo em que mostra a necessidade da preparação contínua e crescente, é um importante componente da vida cristã e marca especial do adventismo.
O fim se aproxima. Essa é a linguagem da Bíblia (ver I Cor.7:29; Heb. 10:25 e 37, I Ped.4:7). "Aquele que perseverar até o fim será salvo" (Mat.24:13). Essa perseverança  combina com fé e obediência (Apoc. 14:12), mas não pode se apoiar em calendários, cálculos, fatos políticos, estimativas de níveis de santificação da igreja, nem nada que represente uma tentativa de "descobrir” aquilo que a soberania divina reservou, tendo em vista seguramente o nosso benefício.
 
O fim se aproxima. “Vem, Senhor Jesus" (Apoc.22:20).

21 de abril de 2013

O papa Francisco "ministro de Deus"!


“Um dos títulos do Bispo de Roma é Pontífice, isto é, aquele que constrói pontes, com Deus e entre os homens. Desejo precisamente que o diálogo entre nós ajude a construir pontes entre todos os homens, de tal modo que cada um possa encontrar no outro, não um inimigo nem um concorrente, mas um irmão que se deve acolher e abraçar. Além disso, as minhas próprias origens impelem-me a trabalhar por construir pontes. Na verdade, como sabeis, a minha família é de origem italiana; e assim está sempre vivo em mim este diálogo entre lugares e culturas distantes, entre um extremo do mundo e o outro, actualmente cada vez mais próximos, interdependentes e necessitados de se encontrarem e criarem espaços efectivos de autêntica fraternidade.
Neste trabalho, é fundamental também o papel da religião. Com efeito, não se podem construir pontes entre os homens, esquecendo Deus; e vice-versa: não se podem viver verdadeiras ligações com Deus, ignorando os outros. Por isso, é importante intensificar o diálogo entre as diversas religiões; penso, antes de tudo, ao diálogo com o Islão. Muito apreciei a presença, durante a Missa de início do meu ministério, de tantas autoridades civis e religiosas do mundo islâmico. E é também importante intensificar o diálogo com os não crentes, para que jamais prevaleçam as diferenças que separam e ferem, mas, embora na diversidade, triunfe o desejo de construir verdadeiros laços de amizade entre todos os povos.”
Pensamento pessoal:
Romanos 13:1-7 apresenta que várias autoridades são “ministros de Deus”, sejam civis ou de carácter religioso. Considerando a instituição católica romana um poder político ou religioso. Certo é, que o Pontífice de Roma se dirige a embaixadores acreditados junto da Sé de Roma. Feito o esclarecimento do nosso pensamento, chamamos a atenção para estes dois trechos foram retirados na íntegra do discurso do Papa Francisco ao Corpo Diplomático Acreditado Junto da Santa Sé.
Há já algum tempo que tenho meditado em cada palavra do Papa Francisco proferida na Sala Régia, em 22 de março de 2013. Para mim este homem é diferente dos papas anteriores, refiro-me em concreto a João Paulo II e a Bento XVI, o primeiro foi um embaixador da Igreja Católica e o segundo teólogo. Este é diferente, não fora ele da linha jesuíta. Sábios, astutos, doces e ao mesmo tempo matreiros.
Tenho postado alguns comentários neste blog sobre a orientação que está na matriz da igreja católica de reaver as dioceses tomadas pelo islamismo e que se tornaram comunidades, ou se preferirem países árabes. Chamo a vossa atenção para a seguinte frase: “Por isso, é importante intensificar o diálogo entre as diversas religiões; penso, antes de tudo, ao diálogo com o Islão.” Não creio que seja necessário “intensificar o diálgo entre as diversas religiões”, esse foi feito por Bento XVI. Todas as religiões surgidas da Reforma como os Luteranos, Calvinistas e Anglicanos já entraram no pacto ecuménico.
O ministério de Francisco será virado para o mundo islamizado. Não tenho dúvida que será bem-sucedido, os gestos, a doçura e humildade são argumentos convincentes para um islão destroçado pelas guerras, pelo choque entre as alas xiitas e sunitas.
Assim, se cumprirá a profecia de nosso Senhor Jesus Cristo e registada por S. Mateus no seu evangelho 24:14 “E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.”
O “evangelho do reino” não será pregado pela Igreja católica romana. Ela nunca pregou o evangelho, ela escondeu o evangelho do povo e ensinou um falso evangelho, ou o evangelho amputado.
Há uma Igreja anunciada no Apocalipse 12 e identificada no capítulo 14:12, que tem uma vocação, um chamado que tem estado restringida pelo “dragão”, mas ela foi chamada a uma missão universal, é enviada a todas as nações: “Ide e ensinai todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”, diz o Senhor ressuscitado aos seus discípulos (Mt. 28:19). E o mesmo significa, na formulação dos Atos dos Apóstolos, agora pelo lado do Espírito, o “milagre das línguas com que é narrado o Pentecostes, cada um entendendo as maravilhas de Deus na sua própria língua” (cfr. At. 2:8).
Concluo, o papa Francisco, veio numa hora solene, a de abrir a porta islâmica afim do Evangelho eterno, ser proclamado nos países que agora o impedem. Faça o Senhor nosso Deus a sua santa vontade e que o povo chamado por seu nome a cumpra aqui na Terra.
 

José Carlos Costa

20 de abril de 2013

Papa Francisco e o milagre eucarístico de Buenos Aires

O atual Papa Francisco conduziu investigação para comprovar um dos maiores milagres eucarísticos da história recente, ocorrido em Buenos Aires em 1996.

Foi o chamado Milagre Eucarístico de Buenos Aires, onde uma Hóstia Consagrada tornou-se Carne e Sangue. O Cardeal Jorge Bergoglio, Arcebispo de Buenos Aires, hoje Papa Francisco, ordenou que se chamasse um fotógrafo profissional para tirar fotos do acontecimento para que os fatos não se perdessem. Depois foram conduzidas pesquisas de laboratório coordenadas pelo Dr. Castanon.
Os Estudos mostraram que a matéria colhida da Hóstia era uma parte do ventrículo esquerdo, músculo do coração de uma pessoa com cerca de 30 anos, sangue tipo AB de uma pessoa que tivesse sofrido muito com a morte, tendo sido golpeado e espancado. Os cientistas que realizaram o exame e os estudos não sabiam que era material proveniente de uma Hóstia Consagrada, isso só lhes foi revelado após a análise, e foram surpreendidos porque haviam encontrado glóbulos vermelhos, glóbulos brancos pulsando durante a análise, como se o material tivesse sido colhido direto de um coração ainda vivo.
A Hóstia Consagrada tornou-se Carne e Sangue
Às 19h de 18 de agosto de 1996, o Padre Alejandro Pezet celebrava a Santa Missa em uma igreja no centro comercial de Buenos Aires. Como estava já terminando a distribuição da Sagrada Comunhão, uma mulher veio até a ele e informou que tinha encontrado uma hóstia descartada em um candelabro na parte de trás da igreja. Chegando ao lugar indicado, o Padre Alejandro Pezet viu a hóstia profanada. Como ele não pudesse consumi-la, colocou-a em uma tigela com água, como manda a norma local, e colocou-a no Santuário da Capela do Santíssimo Sacramento, aguardando que dissolvesse na água.
Na segunda-feira, 26 de agosto, ao abrir o Tabernáculo, viu com espanto que a Hóstia havia se tornado uma substância sangrenta. Relatou o fato então ao Arcebispo local, Cardeal Dom Jorge Bergoglio, que determinou que a Hóstia fosse fotografada profissionalmente. As fotos foram tiradas em 6 de setembro de 1996. Mostram claramente que a Hóstia, que se tornou um pedaço de Carne sangrenta, tinha aumentado consideravelmente de tamanho.
Análises Clínicas
Durante anos, a Hóstia permaneceu no Tabernáculo e o acontecimento foi mantido em segredo estrito. Desde que a Hóstia não sofreu decomposição visível, o Cardeal Bergoglio decidiu mandar analisá-la cientificamente.
Uma amostra do Tecido foi enviado para um laboratório em Buenos Aires. O laboratório relatou ter encontrado células vermelhas e brancas do sangue e do tecido de um coração humano. O laboratório também informou que a amostra de Tecido apresentava características de material humano ainda vivo, com as células pulsantes como se estivessem em um coração.
Testes e análises clínicas: "Não há explicação científica"
Em 1999, foi solicitado ao Dr. Ricardo Castañón Gomez que realizasse alguns testes adicionais. Em 5 de outubro de 1999, na presença de representantes do Cardeal Bergoglio, o Dr. Castañón retirou amostras do tecido ensanguentado e enviou a Nova York para análises complementares. Para não prejudicar o estudo, propositalmente não foi informado à equipe de cientistas a sua verdadeira origem.
O laboratório relatou que a amostra foi recebida do tecido do músculo do coração de um ser humano ainda vivo.
Cinco anos mais tarde (2004), o Dr. Gomez contatou o Dr. Frederic Zugibe e pediu para avaliar uma amostra de teste, novamente mantendo em sigilo a origem da amostra. Dr. Zugibe, cardiologista renomado, determinou que a matéria analisada era constituída de "carne e sangue" humanos. O médico declarou o seguinte:
"O material analisado é um fragmento do músculo cardíaco que se encontra na parede do ventrículo esquerdo, músculo é responsável pela contração do coração. O ventrículo cardíaco esquerdo bombeia sangue para todas as partes do corpo. O músculo cardíaco tinha uma condição inflamatória e um grande número de células brancas do sangue, o que indica que o coração estava vivo no momento da colheita da amostra, já que as células brancas do sangue morrem fora de um organismo vivo. Além do mais, essas células brancas do sangue haviam penetrado no tecido, o que indica ainda que o coração estava sob estresse severo, como se o proprietário tivesse sido espancado."
Evidentemente, foi uma grande surpresa para o cardiologista saber a verdadeira origem do tecido. Dois cientistas australianos, o cientista Mike Willesee e o advogado Ron Tesoriero, testemunharam os testes. Ao saberem de onde a amostra tinha sido recolhida, demonstraram grande surpresa. Racional, Mike Willesee perguntou ao médico por quanto tempo as células brancas do sangue teriam permanecido vivas se tivessem vindo de um pedaço de tecido humano que permaneceu na água. "Elas deixariam de existir em questão de minutos", disse o Dr. Zugibe. O médico foi então informado que a fonte da Amostra fora inicialmente deixada em água durante um mês e, em seguida, durante três anos em um recipiente com água destilada, sendo depois retirada para análise.
Dr. Mike Willesee Zugibe declarou que não há maneira de explicar cientificamente este fato: "Como e por que uma Hóstia Consagrada pode mudar e tornar-se Carne e Sangue humanos? Permanece um mistério inexplicável para a ciência, um mistério totalmente fora da minha jurisdição".
Abaixo, um vídeo com o depoimento do Dr. Castañón e imagens do Milagre.

 
Nota pessoal: Na véspera de padecer, com os Seus discípulos, Jesus assume o grande rito de Israel, a Páscoa, a história do Seu povo em dor e alegria, escravidão e liberdade, e dá-lhe um novo significado: Jesus antecipa, pelo pão e o vinho (s/álcool), a Sua açao santa do dia seguinte, o dom de Si próprio ao Pai, pelos homens, a Sua entrega dolorosa na cruz, onde é simultaneamente sacerdote e vítima (cordeiro).
As palavras que nos ficaram, nos Evangelhos (Luc. 22:7-20 e paralelos) e em São Paulo (1 Coríntios 11:23-26), não deixam lugar a dúvidas sobre a intenção de Jesus ao instituir a Ceia como um "memorial", uma recordação do tremendo sacrifício do sacrifício de Jesus de tomar o nosso lugar e também de nos reconciliar com Deus, com os outros e com nós próprios.
O que me parece deste texto acima e o vídeo reproduz o texto? Sendo muito prudente, vou ater-me fundamentalmente aos escritos sagrados.
Cito: "Por isso alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Ai dos que habitam na terra e no mar; porque o diabo desceu a vós, e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo." Apoc. 12:12.
"E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz."  (2 Coríntios 11 : 14)
Questão pertinente: Qual é o foco? Não Cristo, mas um "milagre". Que vão as pessoas adorar esses locais onde se deu o "milagre"? Não Cristo, mas um suposto "milagre"? A ira de Satanás aumenta à medida que o tempo se abrevia, e a sua obra de engano e destruição atingirá o seu auge no tempo de angústia. Não tenho a mínima dúvida que Satanás nunca parou de exercer o seu ardiloso e malévolo poder. No entanto, em várias partes da Terra, Satanás se manifestará entre os homens como um ser majestoso, com brilho (1) deslubrante, assemelhando-se à descrição do Filho de Deus dada por João em Apocalipse (cap. 1:13-15). A glória que o cerca não é excedida por coisa alguma que os olhos mortais já tenham contemplado.
(1) O Tempo de Angústia - Conflito dos Séculos.
 
José Carlos Costa



18 de abril de 2013

Explosão no Texas. A Ditadura do Mal


Mais de 15 pessoas morreram e 160 ficaram feridas devido a uma explosão ocorrida na quarta-feira à noite (madrugada de hoje em Lisboa) numa fábrica de fertilizantes em Waco, no Texas, segundo o primeiro balanço oficial feito hoje e citado pelos media norte-americanos. A explosão registou a mesma força do que um sismo de magnitude 2,1, indicou hoje o Centro americano de geofísica (USGS).
O canal de televisão local KWTX chegou a avançar com um número de mortos entre os 60 e os 70, com base em dados facultados por George Smith, diretor dos serviços de urgência da localidade de West, a norte de Waco, perto da qual está localizada a fábrica. A CNN, por seu lado, falou em apenas dois mortos e em mais de 100 feridos.
A explosão lançou no ar uma bola de fogo de cerca de 30 metros. "É como se tivesse explodido uma bomba nuclear", disse à CNN Tommy Muska, presidente da câmara de West, localidade de cerca de duas mil pessoas, na qual aconteceu a explosão.
"O balanço é de entre cinco e 15 mortos", anunciou, nove horas após a explosão, o porta-voz da polícia local, o sargento W. Patrick Swanton, acrescentando, porém, que os números poderão aumentar.
Entretanto, o Centro americano de geofísica (USGS) indicou que a explosão na fábrica da zona de Waco ficou registado com a mesma força de um sismo de magnitude 2,1. Segundo os especialistas, citados pela AFP, a explosão foi sentida até 80 quilómetros de distância do local onde aconteceu. Segundo o 'Washington Post', um sismógrafo instalado em Amarillo, no Texas, a cerca de 650 quilómetros de distância do local, também detetou igualmente a explosão.
De acordo com o jornal local 'Waco Tribune', a explosão ocorreu às 19:50 (01:50 em Lisboa) na fábrica West Fertilizer e foi tão forte que provocou incêndios em vários edifícios nas proximidades.
A causa da explosão está ainda por determinar. Mas acontece apenas dois dias depois de duas explosões terem feito três mortos e 180 feridos durante a maratona de Boston. Os autores da ação, que foi perpetrada com bombas fabricadas artesanalmente em panelas de pressão, ainda não foram detidos e o próprio Presidente dos EUA, Barack Obama, disse não haver ainda uma pista concreta sobre a autoria e a motivação.
Nota pessoal: Impressionaram-me as palavras do mayor de Waco, “…há muitas pessoas que ficaram feridas. Muitas pessoas não estarão cá amanhã.” Querendo dizer que durante o dia de hoje muitos iriam morrer. Existe um tipo de ordem social caracterizada por uma forma de agressão que até agora não tínhamos encontrado: é a luta colectiva de uma comunidade contra outra. Por isso este género de ordem social fornece-nos um modelo apto a tornar visíveis certos perigos que nos ameaçam a nós próprios.
No que diz respeito ao comportamento para com os membros da sua própria sociedade, os animais alguns animais são dóceis e protectores, mas transformam-se em verdadeiras fúrias quando lidam com membros de uma sociedade diferente da sua.
Sabe-se há muito tempo que as abelhas, térmites ou formigas que constituem uma superfamília se conseguem conhecer umas às outras pelo cheiro característico da colmeia, do ninho ou do formigueiro, e que há mortos e feridos quando um membro de uma colónia estranha aí penetra por descuido ou – o que é pior ainda – quando um experimentador humano faz a desumana experiência de misturar duas colónias diferentes.
Será que o mundo está dividido em comunidades diferentes? Será que perdemos o cheiro próprio a uma comunidade de seres humanos? Sim, reparem bem o que se passa no mundo: árabes contra árabes, cristãos contra cristãos, partidos contra partidos, parece haver um verdadeiro choque eléctrico que percorre a comunidade uma contra a outra! Perdemos o cheiro? Estamos desorientados e destruímos todos os que não fazem parte da nossa alcateia.
Isto passou-se no céu: “E houve batalha no céu; Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos; Mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou nos céus.” Apocalipse 12:7 e 8. Esta breve resenha da rebelião de um anjo no céu, contra o Criador e que inicia o conflito cósmico, estende-se à Terra. Este anjo não é outro senão Lucifer, ou seja, o chefe dos anjos, ele como todos os seres angelicais e humanos criados para agir em liberdade responsável, revolta-se contra o Criador crendo usurpar o Seu lugar. Que paradoxo? Que loucura? Anjos ficaram “feridos” e o amanhã para eles acabará. Os seres humanos foram induzidos à mesma rebelião e consequentemente também eles são “feridos” e alguns assim como os anjos morrerão para sempre.
Para terminar com este ódio e guerra entre comunidades seria necessário, é premente que todos os seres humanos no contexto da liberdade tenham a oportunidade de conhecer Miguel, grego Mijaêl, uma transliteração do hebraico mika`el, que siginifica “quem é semelhante a Deus?” Aquele que veio incarnar no ventre da Virgem Maria, tornar-se homem e viver sem rebelião, em liberdade responsável. Assim, trazer a reconciliação entre povos, partidos e religiões. Ele é o único capaz da reconciliação de relligare.
José Carlos Costa

17 de abril de 2013

Boston e a Cobardia da Loucura ou da Imoralidade


Uma das bombas de Boston poderá ter sido
captada em fotografia
Uma fotografia enviada por um espetador que tirava fotografias junto à meta da maratona de Boston, nos EUA, permite ver um saco abandonado no passeio, o qual poderia conter a panela de pressão que deu origem à segunda explosão.
O espetador encontrava-se mesmo em frente ao local onde ocorreu a segunda explosão. O saco, aparentemente abandonado, estava pousado no chão, junto a uma caixa de recolha de correio. Pelo seu volume, poderia muito bem conter uma panela de pressão.
De acordo com as investigações, pelo menos um dos artefactos (mas muito provavelmente os dois) consistia numa carga explosiva colocada dentro de uma panela de pressão.
A fotografia foi enviada para o FBI, que tem solicitado à população que esteve no local e recolheu imagens para que estas lhe sejam enviadas.
Comentário pessoal: Sofremos todos, em certa medida, da necessidade de controlar as nossas inclinações naturais por meio da moral responsável. Alguns de nós, abundantemente providos de inclinações sociais, quase não sofrem, mas outros, menos felizes, precisam de todas as suas forças para não chocar com as severas exigências da sociedade moderna. De acordo com uma definição psiquiátrica antiga e sempre útil, um psicopata é um homem que ou sofre das exigências da sociedade, ou a faz sofrer a ela.
Terá sido este o caso? Ainda não sabemos! É certo no entanto, que vivemos num mundo em que todos somos psicopatas, sem controlo das nossas reacções e movidos sabe-se lá por emoções só explicáveis à luz da Bíblia.
Agora alinhar na corrente filosófica em que todos são culpados, me parece estranho e diabólico e ainda por cima ficar na sombra do anonimato. Ali estão crianças, idosos, pais e mães…como é possível travar uma guerra assim?
"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.” (Mateus 24: 6)
José Carlos Costa

12 de abril de 2013

Tempos Violentos – tempos do fim.

Imagens Registam Passagem de Tornado Devastador nos EUA
Morador do Mississippi grava no celular cenas que mostram magnitude de tempestade que já matou três.
Tornado vem deixando um rastro de destruição nos EUA. (Foto: BBC)
Um morador do estado americano do Mississippi registrou imagens em seu telefone celular da passagem de um forte tornado que vem deixando um rastro de destruição pela região.
Fenómeno já matou ao menos 3 pessoas. (Foto: BBC)
O tornado já derrubou residências, provocou apagões, deixou vários feridos e matou ao menos três pessoas no Mississippi, situado no sudeste dos Estados Unidos.
Uma série de fortes tempestades atingiu estados como Mississippi e Arkansas, mas condições meteorológicas extremas vêm afetando diferentes pontos do país.
Chuvas de granizo e ventos fortes têm sido registrados desde o nordeste americano, em estados como Nova York e Pensilvânia, até o sudeste, como no Texas.
Comentário pessoal: “Uma borboleta bate as asas na China e um furacão atinge a Florida” – ou pelo menos assim é o famoso ditado. Esta é geralmente uma metáfora que descreve o Efeito Borboleta, a ideia de que a sequência de eventos a um dado efeito é tão caótica e tão distante da sua origem que é quase impossível de determinar (por essa razão todos os males são imputados a Deus).
No caso das previsões meteorológicas, porém, pode ser levada à letra. Embora os meteorologistas possam ainda não ser capazes de atribuir um padrão atmosférico específico aos movimentos de um inseto, aprimoraram a ciência da previsão meteorológica a uma arte. Mas, às vezes, enganam-se.
A verdade porém, é que as alterações violentas que vivemos a que poderíamos chamar tempo violentos; tempestades de gelo, tornados, cheias e inundações de terrenos, aldeias e cidades, trovoadas, desertificações e tantos outros males têm uma causa comum – a ambição desenfreada do homem – a exploração e contaminação.
Leva-me a pensar em tantos textos bíblicos, um em especial, ainda que, seja de aplicação história a Israel como povo de Deus e descreva a sua rebelião contra o Criador. Penso que tem também um sentido profético e nesse contexto se aplica ao homem, à terra, ar e mar: “Desde a planta do pé até a cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, e inchaços, e chagas podres não espremidas, nem ligadas, nem amolecidas com óleo.” Isaías 1:6.
O tempo furioso, de outra coisa não se trata que de uma doença que contamina toda a Terra. “chagas podres”, ou seja feridas abertas, purulentas e sangrentas. O pecado é algo detestável que não se pode curar com remédios humanos.

6 de abril de 2013

Crise: Presidente búlgaro pede oração para interromper suicídios



O presidente da Bulgária, Rosen Plevneliev, pediu para que as principais comunidades religiosas do país iniciem uma campanha de orações para diminuir a onda de suicídios que está a ocorrer em função da crise económica e da pobreza.
Fontes da presidência confirmaram esta sexta-feira que o pedido de «rezas pelo desespero dos búlgaros» surgiu na reunião que o chefe de Estado manteve ontem com líderes religiosos ortodoxos, católicos, muçulmanos, judeus e arménios.
A campanha iniciou-se hoje com cerimónias religiosas em todas as mesquitas do país e na sinagoga central de Sófia.
Nos protestos sociais que o país vive em função do aumento do custo de vida e da pobreza, em seis ocasiões manifestantes atearam fogo no próprio corpo (quatro pessoas morreram).



Cumpre-se: "Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto as virtudes do céu serão abaladas."  (Lucas 21 : 26)

5 de abril de 2013

ÚLTIMOS RUMORES - ILUSTRADOS



Novo vídeo da Coreia do Norte mostra Obama 'em chamas'


Duas semanas depois do vídeo que mostrava Nova Iorque destruída por um aparente ataque com um míssil, novas imagens publicadas no YouTube pelo site oifcial da Coreia da Norte mostram Barack Obama e tropas norte-americanas em chamas. VEJA O VÍDEO    
Com legendas em norte-coreano, o novo vídeo alega que o país foi forçado a levar a cabo o seu último teste nuclear, a 12 de fevereiro, devido à "hostilidade" dos Estados Unidos.
As imagems mostram o Presidente norte-americano a acenar e a preparar-se para o seu discurso sobre o Estado da União, com um fundo de chamas. O vídeo termina com uma sequência animada de uma bomba nuclear a ser detonada, com a mensagem: "O mundo está a ver. Os EUA têm de respoder agora".
Tanto este vídeo, como o anterior, foram colocados no YouTube pelo site oficial de Pyongyang, que divulga notícias e propaganda do regime.

Nota Pessoal: Ora vejam lá onde chega o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, pedir ao regime da Coreia do Norte para "reduzir a tensão" é como quem diz "não assuste o Presidente Barack Obama". E acrescenta que pode haver um "erro de julgamento" e isso resultará em "consequências muito graves". Parece que não sabe quem é o sr. general Kim Jong-un, homem que cautelosamente anda sempre de binóculos. Aquilo é só para que os pobres e esfomeados coreanos do norte sintam orgulho patriótico.
O secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, também quer assustar o pessoal e arescenta: «A ameaça nuclear não é um jogo, é um assunto muito sério. Penso que estão a ir longe de mais na retórica e estou preocupado que qualquer erro de julgamento nesta situação possa provocar uma crise com consequências muito graves», referiu durante uma conferência de imprensa em Madrid.
Ora essa, o sr. general Kim Jong-un, sabe muito bem que a Coreia do Sul é ali ao lado e, se ele disparasse aquele míssil balístico corria o risco que ele lhe caísse em cima. O homem não é parvo!
Aquilo tem um alcance de 3.000 quilómetros e a intenção é só de assustar o Barack, ele andou por lá pelo Japão e Coreia do Sul e não foi cumprimentar o Kim jong-un? Isso não se faz.
Os ingleses que gostam de dar e receber porrada, vê-se quando jogam futebol uns contra os outros que eles estão sempre danadinhos para dar uns pontapés e deitar umas grades abaixo. Estão a ver se o Kim começa o mais rapido possível, até porque era um assunto que desviava as atenções da crise económica aqui na Europa. E já se apressou a dizer no seu parlamento: "O imprevisível e agressivo regime da Coreia do Norte realizou recentemente um terceiro teste nuclear e poderá já ter matéria físsil capaz de produzir mais  do que uma dezena de armas nucleares", escreveu o governante britânico num artigo publicado hoje no jornal "Daily Telegraph."
Isto está mesmo aquecer e segundo o governante britânico, os dois países continuam a  desafiar a comunidade internacional, constituindo uma ameaça séria e real. Pois como foi o caso do Iraque e do Irão, naquela altura a malta foi para lá e foi giro. Há um problema, o George Busch, já está fora de lides, e estas brincadeiras não são muito o estilo do Barack que gosta mais de correr no seu jardim com o cão que os portugas lhe ofereceram.
Mas o Cameron, não se cala e acrescenta: "Nós hoje precisamos tanto da dissuasão nuclear, como há seis décadas, quando o Executivo britânico da altura reconheceu essa necessidade", acrescentou.
David Cameron defende ainda que se nada for feito no plano de defesa aumentam os riscos para toda a Europa, incluindo o Reino Unido.
"Claro que o mundo mudou drasticamente. A União Soviética já não existe, mas a ameaça nuclear mantém-se. A incerteza e o risco potencial aumentou", afirma, sublinhando que toda a Europa, incluindo o Reino Unido, poderão ser afetados.
Esta gente toda a única coisa em que estão preocupados é ficar na História, isto é, ter umas páginas nos livros que eles ou outros vão escrever.
Eles não conhecem o que é verdadeiramente importante, tal como o Faraó do tempo de Moisés. Não houvem, não ficam em silêncio, para eles ficar em silêncio é uma perda de tempo. Não seria melhor se eles usassem a mente maravilhosa que Deus lhes deu, essa inteligência maravilhosa, e assim aprodundarem o entendimento? Têm de aprender a permanecer imóveis. Têm de aprender, por experiência própria, a vida de possuir é a do despojamento. Têm de aprender a orar, ou a rezar, meditar, qualquer coisa que lhes traga paz. Mas essa só vem de Cristo. Eles não sabem o que Cristo disse e que nós crentes aceitamos:


"Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis


aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo." (João 16 : 33)

Eles não sabem. O que hei-de eu fazer? Orar por eles, sim é isso que faço!
José Carlos Costa

3 de abril de 2013

Infanta Cristina Formalmente Acusada de Corrupção

Dia a Dia – notícias

1ª) A filha do Rei de Espanha vai depor a 27 de Abril perante o juiz responsável pelo caso Nóos.
O juiz responsável pela instrução do caso Nóos, relacionado com a apropriação indevida de fundos públicos por parte de Iñaki Urdangarin, genro do Rei de Espanha, e do seu ex-sócio Diego Torres, declarou esta quarta-feira como acusada a infanta Cristina, mulher de Iñaki.


2ª) Encontrado morto porta-voz do Banco Monte Paschi com uma nota: "Fiz uma grande asneira" (tradução nossa "ai que fui apanhado")
O mais antigo banco italiano, alvo de um resgate de 3,9 mil milhões de euros, está a ser investigado por corrupção e fraude. O seu director de comunicação, David Rossi, ter-se-á suicidado.
David Rossi estava ligado ao presidente do banco desde 2001.
O porta-voz do banco italiano Monte Paschi de Siena, que está no centro de uma investigação judicial por suspeitas de corrupção e fraude, foi encontrado morto na sede do banco, em condições que levam a pensar que se terá suicidado, informou a polícia. Deixou uma mensagem no seu gabinete para a mulher: “Fiz uma grande asneira”.


3ª) Berlusconi condenado a um ano de prisão, mas vai recorrer
Na quarta-feira, o processo por fraude fiscal foi anulado. Falta agora o desfecho do Rubygate.

O ex-primeiro-ministro italiano SIlvio Berlusconi foi nesta quinta-feira condenado a um ano de prisão por violação do segredo de justiça num dos jornais do seu grupo de media. Mais vai recorrer, o que suspende a pena.
O político e empresário fora indiciado por ter publicado, em 2005, num jornal da sua rede de media (mas oficialmente propriedade de um irmão seu, Paolo Berlusconi), Il Giornale, de escutas telefónicas. Nestas são revelados dados sobre a aquisição de parte do Unipol pelo Banco Nazionale del Lavoro (BNL).
Em causa está nomeadamente a escuta de uma conversa entre o líder da esquerda na altura, Piero Fassino, e um dirigente do Unipol, Giovanni Consorte, na altura em que estavam a lançar uma OPA (oferta pública de aquisição) sobre o BNL. "Agora temos um banco", dizia Fassino a Consorte.
Paolo Berlusconi foi também condenado a três anos e três meses  de prisão. Os dois irmãos vão recorrer da sentença proferida por um juiz de Milão, o que fará com que a pena seja suspensa.
Silvio Berlusconi, líder da coligação Povo da Liberdade, que ficou em terceiro lugar nas legislativas de Fevereiro, atacou imediatamente a magistratura milanesa que, diz, o persegue. Foi em Milão que foi decidido o processo de divórcio entre Berlusconi e a sua ex-mulher, Verónica Lario, tendo ficado fixada uma pensão elevadíssima para ela. "Os juízes de Milão perseguem-me desde 1994", disse Silvio Berlusconi à estação de televisão La7.
Nota pessoal: Reis, homens poderosos e governantes dia a dia fazem manchetes nos jornais, infelizmente, não pelos melhores motivos, mas sim os piores. Eu, simplesmente, eu como pessoa, questiono. Em quem se pode confiar? Lembrei-me agora de um texto bíblico: "Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR!” (Jeremias 17: 5)

José Carlos Costa

2 de abril de 2013

ONU Regula Comércio Internacional de Armas

Assembleia Geral da ONU Fotografia © Chip East - Reuters
A Assembleia-Geral da ONU aprovou hoje, ao fim de anos de negociações, o primeiro tratado internacional que regula o comércio de armas convencionais, visando impedir que estas sejam obtidas por regimes que desrespeitam os Direitos Humanos.
O Tratado, cuja adoção falhou em 2012, foi hoje aprovado com 154 votos a favor, 23 abstenções e 3 votos contra, do Irão, da Síria e da Coreia do Norte.
O próximo passo é a ratificação pelos Estados membros do Tratado, que entrará em vigor 90 dias depois de ratificado pelo 50.º.
Eduardo Ulibarri, embaixador da Costa Rica, um dos países que propôs o texto final, salientou perante o plenário da ONU os "sete anos de duros trabalhos" que antecederam a votação de hoje de um Tratado "eficaz e transparente".
"Reafirmemos, com provas factuais, que a ONU é capaz de lidar com os mais sérios e complexos desafios que os nossos povos enfrentam, que pode tornar as expectativas em realidades tangíveis, e que é uma organização indispensável no século XXI", disse Ulibarri.
O texto foi submetido a aprovação depois de ter falhado uma tentativa de adoção por consenso, no último dia da Conferência Internacional sobre o Tratado de Armas (28 de março), devido à oposição dos três países que hoje votaram contra.
Comentário pessoal: Concordo com Eduardo Ulibarri, embaixador da Costa Rica, é incrível como são necessários “sete anos de duros trabalhos”. Por que foi necessário tanto tempo para se aprovar um Tratado tão importante? Os países produtores de armas estão amarrados a um regime económico de livre comércio e interessam-lhes leis flexíveis e as suas vantagens para dominar o mundo.
Agora, aprovam o receio vem de um país a Coreia do Norte, que tudo quanto tem e não tem o gasta na construção de material bélico. Tendo um presidente imprevisível e avesso a qualquer tipo de comunicação obriga por fim a que estes países se dobrem em tratados que só lhes permitirão continuar a produzir e vender armas de destruição massiva e poderem ripostar à Coreia do Norte.
Foi sempre assim, como exemplo temos a I Guerra Mundial e a II Guerra Mundial nos inícios do século XX. Não sou economista, mas atrevo-me a prever que este é um meio para alcançar mais lucros, derramar mais sangue e continuar em avanços tecnológicos.
Convido os meus amigos a reflectirem nestas palavras: “A Assembleia-Geral da ONU aprovou hoje, ao fim de anos de negociações, o primeiro tratado internacional que regula o comércio de armas convencionais, visando impedir que estas sejam obtidas por regimes que desrespeitam os Direitos Humanos.” Qual é o regime que não desrespeita os Direitos Humanos? Esta soa-me a linguagem de cordeiros “paz, paz…” Olha só o que diz a Bíblia: "Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão."  (I Tessalonicenses 5 : 3). Só Cristo é a nossa paz!
"Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo."  (Romanos 14 : 17)
 
José Carlos Costa