30 de novembro de 2012

Angus T. Jones, ator de “Two and a Half Men”, torna-se adventista


O jovem ator Angus T. Jones, famoso pela série "Two and a Half Men", converteu-se ao cristianismo e lamenta a sua vida e atividades passadas, incluindo o seu papel na famosa série de TV. Nos seus dois depoimentos gravados em vídeo em outubro, ele descreveu a sua viagem para Cristo e lamentou a influência mundana do entretenimento.
Angus T. Jones
Jones, nasceu em Austin Texas, começou o testemunho com a sua ascensão de ator-mirim de 4 anos e meio, para o estrelato. Com 9 anos, foi-lhe oferecido um emprego na série "Two and a Half Men", o qual o introduziu ​​no mundo do showbiz, e durante o ensino médio, ele estava usando drogas como maconha e LSD.
 
"Eu estava vivendo para mim" e "sendo uma celebridade estereotipada", disse o ator de 19 anos..
No entanto, um incidente em dezembro de 2011, iria mudar a sua vida. Durante uma conversa com um amigo, ele percebeu que "Deus é a razão para a essa mudança."

"Eu sinto como tendo aceitado Deus na minha vida", disse Jones. Depois de procurar a paz em várias igrejas, foi na congregação Adventista do Sétimo Dia que iniciou o estudo da Palavra de Deus [fez o curso bíblico com a Voz da Profecia], mas os conflitos com o seu estilo de vida eram uma bomba relógio. O   papel que desempenhava como Jake Harper em "Two and a Half Men", juntamente com o conteúdo da série nada cristã, tem tido um custo espiritual muito grande. Ele  aconselhou as pessoas a não assistir a esta série. 
"Se assiste a este programa 'Two and a Half Men', por favor, deixe de assistir", pediu. "Estou em 'Two and a Half Men' e não quero estar ali. Por favor, deixe de assistir, e não permita que este conteúdo entre na sua cabeça", concluiu. "Não se pode brincar quando se trata de eternidade", acrescentou mais tarde.
 
Embora muitos meios de comunicação foram rápidos em comparar o seu testemunho com a saída do ex-membro do elenco Charlie Sheen, em janeiro de 2011, a natureza é bastante diferente. Enquanto os insultos anti-semitas de Sheen foram dirigidos ao criador da série Chuck Lorre, a mensagem de Jones é sobre o perigo de comprometer o evangelho e os seus valores.
"O nome do jogo agora é compromisso .... De acordo com a Bíblia, quando isso acontece, nós não estamos mais em posição para qualquer coisa. Nós não estamos mais no lado da verdade. Um pouco de fermento leveda toda a massa, "afirmou Jones, citando Gálatas 5:9, que é um alerta contra falsos ensinamentos.
 
"Você não pode ser uma pessoa temente a Deus e estar em um programa de televisão assim. Eu sei que não pode .... Você vai pro tudo ou nada", disse ele.

Apesar de sua paixão, Jones tem mais um ano de contrato, e ganha U$ 300 mil por episódio.
 

Veja o testemunho de Angus T. Jones:

26 de novembro de 2012

PODE A NEUROCIÊNCIA EXPLICAR A FÉ?


O cérebro desempenha um papel importante na maneira como as pessoas estabelecem a sua relação com os outros e nele residem as questões morais. Embora essa declaração seja esperada de um cientista, analisar como o cérebro processa a relação com Deus é o desafio do rabino Ralph Mecklenburger, do Texas, que escreveu um livro sobre o assunto recentemente. “O nosso cérebro determina tudo o que fazemos”, disse Mecklenburger, que além de liderar a Congregação Beth-El, na cidade de Fort Worth, também é professor na Brite Divinity School, uma universidade cristã. “O nosso cérebro estabelece que tipo de arte ou de música gostamos. Ele definitivamente também molda a nossa religião”. No seu livro, “Our Religious Brains: What Cognitive Science Reveals About Belief, Morality, Community and Our Relationship With God” [Nossos cérebros religiosos: o que a ciência cognitiva revela sobre crença, moralidade, comunidade, e nosso relacionamento com Deus], ele afirma: “As nossas crenças, a nossa espiritualidade, o nosso senso de comunidade, a nossa relação com as pessoas e com Deus não são menos dependentes de nossos cérebros que atividades triviais como ler, rir, exercitar, resolver problemas, amar e tudo o mais o que fazemos”. Mecklenburger tornou-se interessado no funcionamento do cérebro muitos anos atrás, quando o seu filho, Alan, foi diagnosticado com transtorno de déficit de atenção, aos 5 anos. “Eu queria saber como o cérebro do meu filho era diferente dos outros”, disse. Alan fez um tratamento e hoje é um consultor de informática formado pela Universidade do Texas, em Austin. Entre as pesquisas citadas, estão as do Dr. Andrew Newberg e do falecido Eugene d’Aquil, que usaram imagens tomográficas para estudar o que acontece dentro do cérebro de religiosos meditando e rezando, incluindo monges budistas, padres e freiras. Curiosamente, os dois grupos demonstraram um fenómeno semelhante: menor atividade na parte traseira superior do cérebro, que nos orienta no tempo e no espaço. Quanto mais profunda era a meditação, os monges diziam se sentiam mais integrados ao universo. As freiras, durante a oração intensa, diziam sentir um contato mais íntimo com Deus. “O fato é que eles perderam a distinção de tempo e espaço e começaram e imergir em outro estado de consciência”, disse Mecklenburger. “Ao sentir essa ‘conexão’, revelaram algo que a física moderna já é capaz de explicar”. O mais importante, disse ele, é que o estudo mostra que algo realmente diferente ocorre no cérebro durante qualquer experiência espiritual. Essa investigação científica sobre oração, a meditação e outras práticas sagradas não diminui a importância da religião, ressalta o rabino. Ele também defende que nossa estrutura cerebral “nos predispõe para encontrar a fé”. “Faz parte de nossa natureza sentir temor diante deste grande universo e encontrar maneiras diferentes de lidar com ele. Uma dessas formas é a religião. Nossos cérebros exploram inúmeras possibilidades do que é a vida. As mais complexas são as religiosas. É a religião que nos aponta a principal maneira de ver mundo e dar sentido a ele”. A moralidade básica, segundo ele, é parte essencial do nosso cérebro. O bom comportamento é aprendido com os pais, através de experiências e na igreja. Mas a neurociência indica que a moralidade também faz parte da estrutura cerebral desde que nascemos. “Há um certo egoísmo básico em todos nós”, disse. “É parte da natureza humana. A nossa tendência é pensar, ‘Quero tudo para mim.” Mecklenburger conclui que mesmo as pessoas que não acreditam em Deus, acabam acreditando em alguma outra coisa. “O nosso cérebro precisa encontrar uma maneira de se relacionar com o mundo… Algumas pessoas acabam usando isso para a política. Outras para a filosofia ou a ciência. Há quem se resuma a usar isso para buscar dinheiro e prazer”. Traduzido de Star Telegram.Fonte

Reflexão pessoal: A conclusão de Mecklenburger não contradiz o Novo Testamento (é estranho no entanto, ser rabino “professor na Brite Divinity School, uma universidade cristã) assunto deles. Quando diz: “O nosso cérebro estabelece que tipo de arte ou de música gostamos. Ele definitivamente também molda a nossa religião”. Ele está a dizer que o ser tem necessidade de: história, música, política e religião, estas são expressões que encontramos desde os primórdios da humanidade. No entanto, sendo verdade que temos necessidade de religião – todos os povos da terra a têm – o nosso cérebro exige verdade e esta vem pela fé. "De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” (Romanos 10 : 17). Mecklenburger não deve conhecer essa passagem bíblica, sendo rabino não aceita o Novo Testamento, na universidade de Brite Divinity deve ser professor do A. Testamento. É a palavra de Deus que transmite ao crente a fé genuína, a fé é um relacionamento, foi perfeitamente evidenciada na vida de Abraão: “Porventura o nosso pai Abraão não foi justificado pelas obras, quando ofereceu sobre o altar o seu filho Isaque? Bem vês que a fé cooperou com as suas obras, e que pelas obras a fé foi aperfeiçoada.” Tiago 2:15 e 16. Não ignoramos o que dizem a corrente filosófica/ateísta “a fé é um salto na razão”. Esquecem, Abraão não deu nenhum salto, ele conhecia a voz que lhe pedia o filho em sacrifício. Era uma voz familiar, era a voz de Alguém que tinha caminhado com Abraão ao longo de décadas. Abraão nunca foi decepcionado por Deus. Fé é pois e também um ato de razão, por isso será sempre “Às vezes é literalmente uma parte do cérebro lutando contra outra parte do cérebro”.
José Carlos Costa, pastor

21 de novembro de 2012

A Queda da Europa


A Europa vive tempos difíceis. Não é só a crise económica na Grécia. São também os problemas que afectam as economias de Portugal, Espanha e França. Estes quatro países têm dado grandes dores de cabeça aos governantes europeus. Pois reflecte uma tendência: O Euro não dá grande estabilidade como devia dar. E quando a crise já passou nos EUA, América Latina e China, parece que na Europa as coisas tendem a piorar.
Konrad Adenauer | Joseph Bech | Johan Willem Beyen | Winston Churchill | Alcide De Gasperi | Walter Hallstein | Sicco Mansholt | Jean Monnet | Robert Schuman | Paul-Henri Spaak | Altiero Spinelli
Sem a sua energia e motivação, não estaríamos a viver na esfera de paz e estabilidade que tomamos como garantidas.
Estes homens acima mencionados e muitos outros pensaram em reconstruir uma Europa fraterna e onde a estabilidade anulasse os medos e trouxesse um sopro de estabilidade material a todo o povo dos diferentes países da Europa. Konrad Adenauer, Winston Churchil e Jean Monet e todos os outros gritaram (ver vídeos) tal como outrora Nabucodonosor: “Ao fim de doze meses, quando passeava no palácio real de Babilónia, Falou o rei, dizendo: Não é esta a grande Babilónia que eu edifiquei para a casa real, com a força do meu poder, e para glória da minha magnificência?” Daniel 4:29 e 30.
Depois da II Grande Guerra os líderes; governantes, a ciência e os grandes pensadores olharam as reservas de ouro e pensaram, “vamos imprimir montes de dinheiro”, nem sequer lhes passou pela cabeça que produzir muito dinheiro resulta em inflação. As pessoas começaram a gastar e progressivamente todos pensaram em ter uma casa ou mais que uma, ter um carro ou mais que um e por aí em diante. Não só os países mas as pessoas individualmente gritaram como Nabucodonosor: “Não é esta a grande Babilónia que eu edifiquei…?” Ele já tinha esquecido a interpretação dada por Daniel do seu próprio sonho sobre a estátua. Já se tinha esquecido do Deus de Daniel e, das palavras: “Certamente, o vosso Deus é o Deus dos deuses, e o Senhor dos reis, e o revelador de mistérios…” Assim aconteceu com os governantes, os cientistas e pensadores. Hoje estamos onde estamos na parte da estátua referente aos “pés de barro”, inseguros, frágeis e na fronteira do “reino que não passará a outro povo” (Daniel 2:44).
Ora, bem vistas as coisas, isto deveria levar as pessoas a procurar Aquele que revela o futuro, mas não. Qual a razão? O povo habituou-se como aquela águia que perdendo o voo foi recolhida para uma capoeira de galinhas, algum tempo depois agia como uma galinha. Foi preciso que um alpinista por ali passasse e a levasse ao alto da montanha e insistisse para que ela voltasse a voar como uma águia.
Cristo já subiu o Monte e está a tentar que os homens deixem de ser galinhas e se tornem águias, olhem para o Alto e não para os grãos que perecem da terra.
"Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.” (Isaías 40: 31)

José Carlos Costa, pastor

17 de novembro de 2012

E SE ISRAEL TIVER PLANOS PARA RESTAURAR O TEMPLO


O exército israelita chamou 75 mil militares na reserva e está a concentrar tanques e artilharia pesada junto à fronteira com Gaza. Depois de quatro dias de ataques aéreos e com mísseis, tudo indica que possa estar iminente uma ofensiva terrestre de Israel contra os militantes do Hamas na Faixa de Gaza. Desde que recomeçaram as hostilidades já morreram 41 palestinianos e três israelitas.

 
Manuel Meneses 17 Nov, 2012, 21:24

Nota pessoal: O que mais preocupa países como o meu (Portugal), Espanha, Itália, Grécia entre outros é a crise chamada "cartão de crédito". Há mais de uma década que esta crise era previsível, calculada e pelos poderosos desejada. É grave, pelo desemprego, as famílias da classe média estão a desaparecer e a tornarem-se pobres. Sim, é muito grave!
Permitam que diga algumas palavras (contexto religioso-social e profético) a maior crise mundial está num futuro próximo.  Talvez, muitos de nós venhamos a assistir a esse terrível espetáculo; Israel numa luta de morte por um espaço pouco maior que um campo de futebol - o direito a escavar o lugar onde se situava o Templo de Herodes - eles vão fazê-lo. Tudo o que se passa neste momento não passa de fogo de artifício.
Leiam as palavras de Daniel no seu livro 5:23-28. Sim, é a festa do rei Belsazar dada na corte de  Babilónia, bebia com os seus convivas nos vasos trazidos do templo de Jerusalém numa clara afronta ao Deus do Céu. Pode-se perceber na interpretação da escritura sem mão na parede, o lamento de Daniel. É um israelita, que vê profanado os utensílios sagrados do Templo. O mais relevante, trata-se na regularidade das orações de Daniel: "Daniel, pois, quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa, e, em cima, no seu quarto, onde havia janelas abertas da banda de Jerusalém, três vezes no dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças, diante do seu Deus, como costumava fazer." Daniel. 6:10. Nenhum israelita está em Israel, nenhum está em casa, nenhum está em Canaã sem o Templo. Não restam vestígios a não ser uma parte exterior do templo, é preciso escavar ir buscar os marcos, mas como? Se nesse espaço estão a 2ª e a 3ª mesquitas mais importante do mundo islâmico. Qual a razão do Irão enriquecer o plutónio e o urânio? Por quê tanto anseio de ter a bomba atómica? Por que razão, Barack Obama e os seus antecessores não viram as costas a Israel? Porque sabem que o dia em que o fizerem Israel ultrapassa os limites e está equipado para o fazer. Não há país que lhe resista quando decidir reconstruir o Templo e os projetos políticos, arquitetónicos e de engenharia estão preparados. Quem sabe se estes ataques dos pequenos vizinhos e a Primavera árabe não sejam o pretexto para que Israel tão militarizado e ansioso esperam? Não sei. Só sei que mais tarde ou mais cedo acontecerá e pode muito bem precipitar o principio do fim.
Acredito que muitos israelitas aceitarão a Jesus como Salvador pessoal e serão à semelhança de Paulo de os (Romanos 9:27; 11:26) evangelistas que nós não somos. O nosso coração ocidental, materialista e superficial não sabe o que é o dar-se por uma grande CAUSA. Mateus 24:14.


José Carlos Costa, pastor.

15 de novembro de 2012

O Menino Que Disse Ter Visto O Céu: "Jesus Tem Olhos Azul-Mar"

 
Colton e o Pai na Fox News
O testemunho do garoto que viu o céu, tem gerado muitas discursões entre crentes e não crentes.  A história de Colton Burpo,   movimentou a imprensa americana nos últimos dias. Verdade ou mentira? As opiniões dividem-se, mas o certo é que o testemunho do garoto contém descrições precisas.  Fatos que têm validado sua experiência pós morte.
Tudo começou em 2003, Burbo tinha apenas quatro anos de idade. Após uma intensa dor, foi diagnosticado erradamente com apendicite. Assim que os médicos descobriram o que havia ocorrido, ele foi submetido a uma operação de emergência. Deitado na cama de um hospital, Colton  diz ter visto sua alma subindo ao céu.  "Vi e ouvi  meu pai orando e a mamãe conversando nos corredores do hospital".
 No céu, Colton diz ter encontrado familiares que jamais havia visto em vida: Seu bisavô e uma irmã mais velha. O incrível é que ninguém sabia da existência dessa irmã, sua mãe sofrera um aborto espontâneo e o caso era mantido em absoluto segredo. Sobre Jesus, ele diz ter conversado com Ele: “ Jesus andava em um cavalo branco que somente Ele podia montar, tinha os olhos azul-mar e um sorriso que iluminava todo o céu”.
Colton atualmente tem 11 anos. Sua história está registrada em um livro chamado "Heaven Is For Real" (O céu é de verdade), lançado recentemente pela Thomas Nelson. A obra recebe o prefácio de Don Piper, que também escreveu um livro sobre sua experiência no céu.
Quem Endossa a Experiência de Colton
Don Piper: É um pastor batista que escreveu "90 Minutos no Céu". Um livro que descreve seu tempo no céu após um trágico acidente em 18 de Janeiro de 1989. Piper estava voltando para casa após uma conferência Bíblica, quando seu pequeno carro, Ford Escort, colidiu com uma carreta. O pastor disse ter ouvido por duas vezes dos paramédicos: "está morto". Piper diz ter sido transportado imediatamente ao céu, mas não viu Jesus porque ficou do lado de fora dos portões: "vi muitos parentes que haviam morrido e crentes, eles cantavam uma música desconhecida na terra, a harmonia era perfeita, só pensei em coisas boas. Os portões do céu são como madre - pérolas".
O Retorno de Piper : Dick Onereck, um outro pastor batista, amigo de Piper, o coloca em seu colo, na traseira da ambulância, enquanto ora pedindo a Deus pela vida do amigo. Depois começa a cantar em voz alta "Quão grande amigo temos em Jesus" é quando acontece o milagre: Piper, começa a cantar junto. Em seu livro o pastor afirma que o céu é lugar exclusivo de cristãos: "Não quero ver homens morrerem sem Jesus, é muito triste".
Independente de acreditarmos ou não nos relatos de experiências pós morte, todos temos uma certeza: Um dia a vida se findará, para onde vamos após isso? Jesus é o Único que garante acesso ao Reino celeste. Disse-lhe Jesus: Eu Sou o Caminho, a Verdade, e a Vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim" (Jo 14:6). Pensemos nisso.
Comentário pessoal: No tema acima há mais mentira do que verdade, muitos porém são enganados ou confundidos. Não há dúvida no que se refere que todos morremos, a Bíblia assim o diz: “O salário do pecado é a morte.” Rom. 6:23. Do mesmo modo é também verdade que a salvação é exclusivamente por Cristo: “Em nenhum  outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” Atos 4:12.
Essa é a razão de Jesus ter vindo ao mundo: “Para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16. E fora de Cristo não há outro caminho: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida.” João 14:6.
A questão fundamental é: Quando veremos Cristo face a face? Por favor leia com atenção: “Quando Cristo, que é a nossa vida, Se manifestar, então também vós vos manifestareis com Ele em Glória.” Col. 3:4.
Cristo já se manifestou em Glória? Não! Então a quem viu Colton e Piper?
Resposta: “E não é maravilha porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.” 2ª Cor. 11:14.
Sabe o que diz o Apocalipse sobre o poder enganador do Diabo?: “E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens. E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia.” Apoc. 13:13,14.
Vou dar-lhe duas passagens bíblicas para que as guarde no coração, elas serão a sua defesa e escudo contra o engano, elas dizem quando veremos Jesus face a face para todo o sempre:
“13  Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança.
14  Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele.
15  Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem.
16  Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
17  Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.” 1ª Tes. 4:12-17
Vamos ao segundo texto: “51  Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
52  Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
53  Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade.
54  E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória.” 1ª Cor. 15:51-54.
 
Fique atento: Anjos de Deus guardarão o Seu povo, enquanto caminham na verdade do dever; mas não há certeza de semelhante protecção para os que deliberadamente se arriscam em terreno de Satanás.

José Carlos Costa, pastor

14 de novembro de 2012

AS RAZÕES E A RAZÃO DA DRª ISABEL JONET


Estas palavras da Drª Isabel Jonet, presidente do Banco Alimentar Contra a Fome, despertaram uma onde de críticas violentas contra uma mulher que se dá voluntariamente a esta CAUSA de ajudar os que pouco ou nada têm. O impressionante de tudo isto, é ao que parece, estas críticas ainda que veiculadas por órgãos de comunicação importantes, são o eco de pessoas para quem ela se dedica de corpo e alma. Ou seja os que recebem, os que são ajudados criticam alguém só porque esta diz a verdade, gostei do comentário do Mário Cláudio:
“O escândalo suscitado, há dias, por uma intervenção de Isabel Jonet, presidente do Banco Alimentar Contra a Fome, a exortar-nos à tomada de medidas de poupança como estratégia de combate à crise, desvenda pelo menos um clima de paixão colectiva, prejudicial à serena leitura dos factos. Não ouvi a responsável pelo Banco Alimentar defender o excesso de austeridade a que nos submete um Governo que deu já provas sobejas de incompetência perante a situação a enfrentar, nem sequer deduzi que, alinhada com um cardeal instalado na hierarquia, procurasse ela dissuadir-nos do exercício do direito de nos indignarmos, e da consequente manifestação pública da nossa discordância das desastrosas soluções, propugnadas pelos timoneiros dos destinos pátrios. Assisti porém, isso sim, à reacção destemperada de muita gente, denunciando essa espécie de atávica indolência, sempre pronta a derivar tudo lá de cima, desmobilizando-se de alterar comportamentos cá de baixo. E constatei a persistência da vontade de incorrer em certos vícios, justamente inspirados pelo mesmo consumismo, e pela mesma globalização, que nos castigam agora.”
Não terão estas reações da parte das pessoas que trabalham como voluntárias, assim como as que doam os seus cabazes um efeito reativo, ou seja em vez de ir ou dar. Não ir nem dar?
Há um velho ditado em português que diz: “pobres e mal-agradecidos” parece ser hoje o espirito que invade as pessoas. Deixou de haver o gesto de reconhecimento. Eu admito, que custe ouvir algumas palavra de Isabel Jonet, quando ela diz que os portugueses se habituaram a viver acima das posses, não souberam fazer contas, no entanto, isto é verdade.
Sou do tempo em que se começava a trabalhar aos 7 anos. Sou do tempo em que ter um pedaço de broa seca e bolorenta com metade de uma sardinha salgada era muito bom. Sou do tempo quando recebíamos um pão com doce de tomate era uma lambarice que comíamos a pequenas dentadas para durar. Não, não tenho saudades desse tempo. Tenho saudades das pessoas!
Jesus disse: “Porquanto sempre tendes convosco os pobres, mas a mim não me haveis de ter sempre.” Mateus 26:11
“Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus.” Mateus 5:3
Estes pobres, sim, eu admiro e amo. Os outros “os que criticam”, Deus me perdoe…não digo o que estou a pensar.
 
José Carlos Costa

Inri Cristo: '2012 é o Fim do Mundo'; Evangélicos são 'Evanjegues', Declara o Líder

Inri Cristo, um líder religioso brasileiro que clama ser Jesus Cristo reencarnado, participará nesta terça de um evento humorístico no Teatro das Artes, São Paulo, para responder as perguntas mais “cabeludas”.


inri-cristo
(Foto: www.inricristo.org.br/)
Inri Cristo, um líder religioso brasileiro queclama ser Jesus Cristo reencarnado,
participará nesta terça de um evento humorístico no Teatro das Artes, São Paulo, para responder as perguntas mais “cabeludas”.

O Fritada é um projeto humorístico que consiste da participação de humoristas que recebem o convidado para ser “frito” na noite, com perguntas ácidas e respostas divertidas. Antes de sua aparição, Inri Cristo disse em entrevista à revista Folha, que não tem medo e que eles podem falar o que quiser pois é “inatingível”.
“Se alguém fala qualquer bobagem para mim ela não me atinge. Se tiver muito perto é claro que eu geralmente coloco a pessoa no seu devido lugar”, disse ele à publicação.
Inri também falou sobre o que ele pensa dos evangélicos no Brasil e o significado do Natal para ele.
De maneira pejorativa ele diz que os evangélicos no Brasil são “evanjegues”, insinuando que “lobos” estão montados em cima deles para lhes sacar o dinheiro.
“[Eles] Têm sobre o dorso montado o lobo na pele de ovelha, que lhes chantageia com o dízimo e lhes confisca 10% de seus “miseráveis salários”.

Inri tem sua própria igreja, a Soust (Suprema Ordem Universal da Santíssima Trindade) em Brasília, e fala que não chantageia o dízimo.
“Ele, o Senhor, o Altíssimo, é que inspira os filhos dele, que, quando constatam a minha sinceridade, honestidade --por isso eu me exponho em qualquer programa de mídia, para que o povo possa me examinar, me analisar--, daí eles dão com a mão direita sem que a esquerda saiba quanto, como eu ensinei há 2.000 anos”.
A Soust, é de acordo com ele, a formalização do Reino de Deus na Terra, na formação de um só rebanho e um só pastor, é o lugar que ele clama ser a “Nova Jerusalém”.
Falando sobre o Natal, Inri Cristo declara que esta é uma data comercial, pagã e uma das datas mais tristes para ele, pois, segundo ele, é quando o rico humilha o pobre.
“é a data em que filhinhos de rico podem mostrar os presentinhos que ganharam. Enquanto os pobrezinhos ficam lá e, quando muito, recebem uma migalha...algum brinquedinho, às vezes, sobra pra eles. Então é uma data muito triste para quem enxerga as coisas com os olhos que eu enxergo”.
Inri Cristo disse que obedece desde criança uma voz imperiosa em sua cabeça que revelou-se em Santiago no Chile como o “Deus de Abraão, de Isaac e de Jacó. Eu sou teu Senhor e Deus, e tu és meu primogênito”.
Acostumado a ser chamado de louco por suas declarações, ele se defende dizendo "posso ser louco, mas não sou bobo”. “Loucura é diferente de demência. é a mãe dos filósofos, dos profetas, dos inventores e dos grandes descobridores da humanidade”.
Inri Cristo afirma que “o 2012 vai ser o fim do mundo”. Mas esclarece: “para todos aqueles que morrerem em 2012”.
Comentário:
"Porque muitos virão em m eu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos."


(Mateus 24 : 5)
Na minha opinião, esta passagem do Senhor não se pode nem deve aplicar ao "Inri Cristo". Eu acho que ele consciente ou inconsciente (paranóia) faz um bom teatro. As pessoas que assistem e pagam o bilhete de entrada, participam únicamente para ver o espetáculo. Ou então, estão pior que ele.
José Carlos Costa

12 de novembro de 2012

11 de novembro de 2012

Vídeo proposto por Marcelo mostra uma Alemanha pouco solidária

Imagem do vídeo

   

 







Imagem do vídeo (DR)
Se as autoridades alemãs tivessem autorizado a exibição pública do vídeo idealizado por Marcelo Rebelo de Sousa e realizado pelo social-democrata Rodrigo Moita de Deus teriam dado aos alemães a oportunidade de conhecer um Portugal para além dos números e da dívida externa. A nega alemã, que não terá gostado do retrato do seu país pouco solidário, não foi um impedimento para que o proposto por Marcelo vídeo caísse no YouTube.


A ideia era que o filme, que tem como nome “Eu sou um berlinense” e que em cinco minutos retrata a realidade portuguesa desde o 25 de Abril, fosse exibido em locais públicos este fim-de-semana, antes da visita de Angela Merkel a Portugal. A proposta foi rejeitada mas agora no YouTube foi publicado em três versões (português, inglês e alemão) para que todos o possam ver. As visualizações, comentários e partilhas nas redes sociais já se multiplicam.

De forma a mostrar aos alemães que Portugal é um país com um povo empenhado, o vídeo começa por lembrar as conquistas do pós-25 de Abril como a diminuição da taxa de analfabetismo, a diminuição da taxa da mortalidade infantil, o aumento da escolaridade obrigatória ou o aumento da esperança média de vida.

E logo a seguir são referenciadas as relações com a Alemanha. “Temos um dos melhores parques automóveis da Europa, do qual 41,3% é alemão. Instalamos uma das maiores redes de abastecimento de carros eléctricos da europa fornecidas por uma empresa alemã mas ainda estamos à espera que a Alemanha nos venda os cabos eléctricos”, diz-se no vídeo. E vai mais longe: “Gastámos mil milhões de euros em dois submarinos de última geração… Submarinos alemães”.

E para concluir a relação entre os dois países fazem-se as contas às trocas comerciais: “três mil milhões de euros para a Alemanha”. Mesmo assim, reforça o vídeo, foram cortados em Portugal ordenados, pensões, prestações socias, organismos públicos, e subiram-se os preços, a idade de reforma, os transportes públicos e “tudo o que mexe”.

E ainda se trabalha mais por cá, garante o vídeo. Ou seja, os portugueses trabalham mais horas, têm menos dias de férias e menos feriados e ganham em média metade do que ganham os alemães. “Mas eles devem saber que trabalhamos”, diz-se no vídeo, que lembra os 150 mil portugueses que vivem na Alemanha.

Passando uma mensagem clara da falta de solidariedade dos alemães. O vídeo termina lembrando que em 1990 a “Alemanha declarou que a sua antiga divida externa tinha caducado” e “os portugueses não contestaram”. “Em 2005, a Alemanha infringiu os limites do défice e a União Europeia perdoou-lhe as sanções. Os portugueses não só não contestaram como apoiaram a decisão”. Porquê? Por saber que não “era justo pedir ao povo alemão que trabalhasse ainda mais, pagasse ainda mais impostos”.

Conclusão: “Na Europa os muros de Berlim acabaram em 1989."
 
Comentário pessoal: A crise económica está apenas a começar. E se nenhum grande programa planetário for rapidamente posto em prática, essa crise afetará profundamente a maior parte das empresas, consumidores, trabalhadores, os que necessitam de crédito, os que detém poupanças, as nações. Em alguns países a crise vai degenerar numa crise social e política.
A questão é: Que se seguirá?

9 de novembro de 2012

A GUERRA CONTRA OS CRISTÃOS

A Grande imprensa resolveu acordar. Muitos cristãos têm sofrido perseguições e sido mortos nos países muçulmanos. Mas grande parte da imprensa mundial não dá tanto destaque quando isso acontece. Mas uma reportagem da revista Newsweek , mostra a razão porque isso acontece.
 Dou os parabéns à revista. E aqui coloco alguns trechos da reportagem:
Ouvimos tantas vezes sobre os muçulmanos como vítimas de abuso no Ocidente e combatentes na Primavera árabe na "luta contra a tirania". Mas, na verdade, um tipo totalmente diferente de guerra está em curso, custando milhares de vidas. Os cristãos estão a ser mortos no mundo islâmico por causa da sua religião. É um genocídio em ascensão que deve provocar alarme global.
O retrato de muçulmanos como vítimas ou heróis é na melhor das hipóteses parcialmente precisas. Nos últimos anos a opressão violenta contra minorias cristãs tornaram-se a norma em países de maioria muçulmana que se estende desde a África Ocidental e do Médio Oriente para o Sul da Ásia e Oceânia. Nalguns países são os governos e os seus agentes que queimaram igrejas e prenderam cristãos. Noutros, grupos rebeldes fizeram isso, assassinando cristãos e forçando-os a saírem de regiões onde viviam a séculos.
O medo dos meios de comunicação de falarem sobre o assunto, sem dúvida, tem vários motivos. Pode ser o medo de provocar mais violência. Outro motivo, é o mais provável, pode ser a influência dos grupos de lobby, como a Organização de Cooperação Islâmica, uma espécie de Nações Unidas do Islão, com sede na Arábia Saudita e do Conselho sobre Relações Americano-Islâmicas. Durante a última década, estes grupos e outros têm sido notavelmente bem sucedidos em convencer as principais figuras públicas e jornalistas no Ocidente a pensarem que toda e cada crítica feita aos muçulmanos, sejam exemplos de discriminação antimuçulmana, a chamada "islamofobia" - um termo que é utilizado para provocar a desaprovação moral, comparada à xenofobia ou homofobia.
 Mas uma avaliação imparcial dos acontecimentos recentes leva à conclusão de que a dimensão e a gravidade da islamofobia desaparece  em comparação com a cristofobia sangrenta atualmente a acontecer em países de maioria muçulmana em todo o mundo. O silêncio em torno desta expressão violenta de intolerância religiosa tem que parar. Nada menos do que o destino do cristianismo e, em última análise de todas as minorias religiosas no mundo islâmico está em jogo.
De leis de blasfémia a assassinatos brutais, de atentados a mutilações e da queima de locais sagrados, os cristãos de tantas nações vivem com medo. Na Nigéria, muitos sofreram todas essas formas de perseguição. A nação possui a maior minoria cristã (40 por cento) na proporção de sua população (160 milhões) de qualquer país de maioria muçulmana. Durante anos, os muçulmanos e cristãos na Nigéria tem vivido à beira da guerra civil. Radicais islâmicos provocam muita se não toda a tensão. A mais recente dessas organizações, que se chama Boko Haram, que significa "educação ocidental é um sacrilégio." Seu objetivo é estabelecer a Sharia na Nigéria. Para este fim, declarou que vai matar todos os cristãos no país.
 No mês de janeiro deste ano, Boko Haram foi responsável por 54 mortes. Em 2011, os seus membros mataram pelo menos 510 pessoas e queimaram ou destruíram mais de 350 igrejas em 10 estados do norte. Eles usam armas, bombas de gasolina, e até catanas, gritando "Allahu akbar" ("Deus é grande"), enquanto realizam ataques contra cidadãos inocentes. Eles atacaram igrejas, uma no dia de Natal (matando 42 católicos).
 A cristofobia, que tem atormentado o Sudão há anos toma uma forma muito diferente. O governo autoritário, muçulmano sunita no norte do país há décadas atormentam a minoria cristã do sul. O que tem sido muitas vezes descrito como uma guerra civil é, na prática perseguição sustentada pelo governo do Sudão. Esta perseguição culminou no genocídio em Darfur, que começou em 2003. Mesmo que o presidente muçulmano do Sudão, Omar al-Bashir, foi indiciado pelo Tribunal Penal Internacional em Haia, que o acusou de genocídio, e apesar da euforia que saudou a independência do  Sul do Sudão em julho do ano passado, a violência não terminou. Em Kordofan Sul, os cristãos ainda estão sujeitos a sofrerem bombardeios aéreos, assassinatos seletivos, o sequestro de crianças, e outras atrocidades. Relatórios da Organização das Nações Unidas indicam que entre 53.000 e 75.000 civis inocentes foram deslocados de suas casas e que casas e edifícios foram saqueados e destruídos.
 Ambos os tipos de perseguições, realizadas por grupos extragovernamental, bem como por agentes do Estado aconteceram no Egito, no rescaldo da Primavera árabe. Em 9 de outubro do ano passado na área de Maspero Cairo, cristãos coptas (que representam cerca de 11 por cento da população do Egito de 81 milhões) marcharam em protesto contra uma onda de ataques islâmicos, incluindo os incêndios em igrejas, estupros, mutilações, e assassinatos, que se seguiram à derrubada da ditadura de Hosni Mubarak. Durante o protesto, as forças de segurança egípcias levaram seus tanques no meio da multidão e atiraram contra os manifestantes, esmagando e matando pelo menos 24 e ferindo mais de 300 pessoas. Até o final do ano mais de 200.000 coptas fugiram de suas casas com medo de mais ataques. Com islâmicos prontos para ganharem poderes muito maiores, na sequência das recentes eleições, os medos dos Cristãos parece ser justificados.
A reportagem tem vários outros exemplos de perseguições contra os cristãos no Irão, Indonésia, etc. E termina dizendo:
Então, vamos por favor colocar isso entre as nossas prioridades. Sim, os governos ocidentais devem proteger as minorias muçulmanas de intolerância. E, claro, devemos garantir que eles possam adorar, viver e trabalhar livremente e sem medo. É a proteção da liberdade de consciência e de expressão que distingue as sociedades livres das ditaduras. Mas também precisamos manter a perspectiva sobre a escala e gravidade da intolerância. Desenhos, filmes, e escritos (Sobre maomé) são uma coisa, facas, pistolas e granadas são algo completamente diferente.
Quanto ao que o Ocidente pode fazer para ajudar as minorias religiosas em sociedades de maioria muçulmana, a minha resposta é que ele precisa a começar a usar os bilhões de dólares em ajuda que dá aos países problemáticos como alavancagem. Depois, há o comércio e o investimento. Além da pressão diplomática, essas relações de ajuda e comércio podem e devem ser subordinada à proteção da liberdade de consciência e de culto para todos os cidadãos.
Em vez de acreditarmos em notícias exageradas de islamofobia ocidental, vamos tomar uma posição real frente a cristofobia que existe no mundo muçulmano. A tolerância é para todos, excepto os intolerantes.
Sobre a autora: Ayaan Hirsi Ali nasceu em Mogadíscio, na Somália e escapou de um casamento arranjado e imigrou para a Holanda em 1992. Ela serviu como membro do parlamento holandês de 2003 a 2006 e atualmente é pesquisadora do American Enterprise Institute. A sua autobiografia, Infiel , foi um best-seller em 2007, New York Times.

8 de novembro de 2012

Jesus deve voltar entre 2018 e 2028, afirma Presidente da Sociedade Bíblica Mundial

(Foto: Reuters)


Estátua de Jesus em Sydney, Australia.
O presidente da Sociedade Bíblica Mundial,
Dr. F. Kenton Beshore, acredita que o "Arrebatamento"
 é provável que ocorra antes do ano 2021,
enquanto que a Segunda Vinda de Jesus Cristo
vai acontecer entre 2018 e 2028.
O presidente da Sociedade Bíblica Mundial, Dr. F. Kenton Beshore, disse que, com base em uma vida de estudo, ele acredita que o "Arrebatamento" é provável que ocorra antes do ano 2021, enquanto que a segunda vinda de Jesus Cristo vai acontecer entre 2018 e 2028.
"Haverá 144 mil judeus durante a Tribulação que vão voltar para o Senhor", disse Beshore, 86 anos, em um comunicado. "Agora, todos nós estamos indo embora (após o Arrebatamento).
"Mas se tivermos nossas Escrituras judaicas em suas mãos agora, o Espírito Santo vai levá-los no momento certo. Elas podem tê-los colocado de lado, mas eles vão lê-las, voltar para o Senhor e conduzir bilhões e bilhões para Jesus".
 
Ele acrescenta que, ao liberar esta declaração, ele espera que, neste momento de crise económica, política e espiritual global, inspire os crentes a se preparar para a maior oportunidade para a evangelização em todo o mundo nos últimos 2.000 anos.
Beshore, que começou seu ministério aos 19 anos de idade e ganhou cinco graus de doutoramento em teologia, hoje lidera a Sociedade Bíblica Mundial, uma organização cristã que já distribuiu cerca de 60 milhões de cópias da Bíblia para mais de 65 países ao redor do mundo.
 
Fonte:
 
Reflexão pessoal: A Sociedade Bíblica Mundial, é uma das organizações, a meu ver, mais admiráveis sobre o Planeta. Ela tem envidado todos os esforços para que a Palavra de Deus chegue aos quatro cantos da Terra. Posta esta premissa, acrescentarei que o Dr. F. Kenton Beshore, é um homem de bem e sem dúvida anseia que este mundo de mal, imoral e dominado pelo grande inimigo (o diabo) de Deus e nosso termine o seu reinado de miséria segundo é predito pela profecia bíblica.
A Segunda vinda de Jesus Cristo é a esperança dos crentes de que Deus está no controlo sobre todas as coisas e é fiel às promessas e profecias exaradas na Sua Palavra. Na Sua Primeira Vinda, Jesus Cristo veio à terra como um bebé numa manjedoura em Belém, exatamente como fora profetizado. Jesus cumpriu muitas das profecias do Messias durante o Seu nascimento, vida, ministério, morte e ressurreição. Entretanto, há algumas profecias a respeito do Messias que Jesus ainda não cumpriu. A Segunda Vinda de Cristo será o retorno de Cristo para cumprir estas profecias restantes. Na Sua Primeira Vinda, Jesus foi o servo que sofreu. Na Sua Segunda Vinda, Jesus será o Rei conquistador. Na Sua Primeira Vinda, Jesus aqui chegou na mais humilde das circunstâncias. Na Sua Segunda Vinda, Jesus chegará com os exércitos do céu ao Seu redor.
Após a ascensão de Jesus aos Céus, os anjos declararam aos apóstolos: “Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há-de vir assim como para o céu o vistes ir” (Atos 1:11). Zacarias 14:4 identifica a localização da Segunda Vinda como o Monte das Oliveiras. Mateus 24:30 declara: “Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.” Tito 2:13 descreve a Segunda Vinda como “o aparecimento da glória”.
A Segunda Vinda é descrita nos mínimos detalhes em Apocalipse 19:11-16: “E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga e peleja com justiça. E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo. E estava vestido de uma veste salpicada de sangue; e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus. E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro. E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso. E no manto e na sua coxa tem escrito este nome: REI DOS REIS, E SENHOR DOS SENHORES.”
Jesus virá para e :”limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.” Apoc. 21:4,5.
Este é o anseio do Dr. F. Kenton Beshore. Tem um detalhe que ele esqueceu ao fixar um período para a vinda de Jesus: "Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir."  (Mateus 25 : 13)
Gostaria o amigo que ler este post, entenda que foi escrito com respeito e estima em relação ao Dr. Beshore e instituição que durante tantos anos ele dirigiu.
José Carlos Costa, Pastor

3 de novembro de 2012

Morreu mais uma vítima da festa de Halloween em Madrid

Organização garante que controlo das entradas foi rigoroso
(Dominique Faget/AFP)
O número de vítimas mortais por paragem cardiorrespiratória numa festa de Halloween na Madrid Arena, nos arredores da capital espanhola, subiu para quatro, com a morte de uma rapariga que estava internada em estado crítico.
Os pais foram surpreendidos pela morte da filha, de 17 anos, durante umas férias no Brasil. Inicialmente, Belén Langdon tinha sido erradamente identificada, já que não era permitida a entrada de menores de 18 anos no recinto daquela festa com música electrónica.
Outra das raparigas que foram esmagadas pela multidão num dos corredores do pavilhão continua internada. O estado é grave, mas permanece estável, escreve o jornal El País. Segundo um porta-voz dos Serviços de Emergência citado por este diário espanhol, duas das jovens morreram no local, na madrugada de quinta-feira, depois de mais de 30 minutos de tentativas de reanimação. A terceira morreu ao chegar ao hospital, no mesmo dia.
Segundo as primeiras conclusões da investigação da polícia, a enchente no corredor, que deixou várias pessoas em paragem cardiorrespiratória, possivelmente por terem caído e sido pisadas, coincidiu com o momento em que entrou em cena o DJ Steve Aoki.
Um porta-voz da empresa que organizou a festa, Jorge Morales, garantiu à rádio espanhola Cadena Ser que o controlo das entradas foi “rigoroso” e que dentro do recinto estavam 9650 pessoas. A Madrid Arena tem capacidade para dez mil pessoas. Conta, além disso, com um serviço médico próprio, que não socorreu as vítimas.
Entre os 38 seguranças no local, apenas cinco estavam naquele que era o único acesso controlado, noticiam os media espanhóis. Os outros 33 estavam no exterior.
Uma outra rapariga que estava na festa disse à Cadena Ser que apenas uma das saídas do recinto estava aberta. "Havia pessoas a chorar, esmagadas, responsáveis da segurança que tentavam socorrer as pessoas que ficaram presas.” Apesar de tudo a festa continuou e a maior parte das pessoas só abandonaram o recinto por volta das 6h30 locais.
Nota pessoal: No passado, os estudantes da Bíblia reconheciam que o fim dos tempos seria marcado por manifestações do sobrenatural. A expectativa da Igreja no sentido de ver um reavivamento sem precedentes antes do fim da presente dispensação baseia-se em muitas passagens da Escritura. O capítulo 37º de Ezequiel fala do poderoso derramamento do Espírito sobre Israel. Também Isaías (cap. 66:8) ao declarar: “Pode, acaso, nascer uma terra num só dia? Ou nascer uma nação de uma só vez? Pois Sião, antes que lhe viessem as dores, deu à luz seus filhos.” Esse derramamento, porém, não seria limitado a Israel somente, pois o profeta Joel diz que o Espírito seria derramado sobre toda carne (Joel 2:28-29). O cumprimento em toda a plenitude ocorrerá nos últimos dias, no limite dos tempos (Atos 2:17-21). Diz-nos a Bíblia que nessa ocasião, “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo”. Tiago (cap. 5:7) dá a entender que a grande seara do mundo deve aguardar “a chuva temporã e serôdia”. O tempo de isto se cumprir está, sem dúvida, sobre nós agora.
Geralmente as dispensações terminam com a manifestação do poder do sobrenatural.
Daniel, ao falar dos tempos finais, diz: “O povo que conhece ao seu Deus se tornará forte e ativo” (Daniel 11:32).
Que podem todas estas coisas significar senão que o Senhor Jesus está prestes a vir?
“Ora, ao começarem estas cousas a suceder, exultai e erguei as vossas cabeças; porque a vossa redenção se aproxima” (Lucas21:28).
Porém, neste tempo, algo de espantoso acontece de multiformes maneiras. As crises conjugais, (quem está por detrás?) crise moral, crise espiritual. No entanto, uma apetência pelo espiritual ou uma forma de brincar às bruxas torna-se banal. Para Satanás nada é irrelevante, e eu creio que ele aproveita situações como essa que se passou em Madrid para vomitar o seu ódio.
Isto creio, isto digo.
jcjc